Desaparecido: homem foi visto pela última vez em Carapicuíba

0
820
Compartilhe:

Francisco tem 64 anos e sofre com problemas de alcoolismo. Foi visto pela última vez na quinta-feira, 15/2, na casa de uma filha, na Vila Silviania

Desde a última quinta-feira, 15/2, Francisco Almeida, morador do bairro Cidade São Jorge, em Santo André, está desaparecido. Francisco saiu de sua residência em Santo André na terça-feira, 13/2, por volta do meio-dia e foi visto pela última vez no dia 15/2, às 11h30, na casa de Priscila, uma de suas filhas. Que fica na na Estrada do Pequiá, na Vila Silviania.

Francisco tem 64 anos e segundo a família, já saiu de casa outras vezes, mas sempre por um ou dois dias. / Fotos: Arquivo Pessoal
Francisco tem 64 anos e segundo a família, já saiu de casa outras vezes, mas sempre por um ou dois dias. / Fotos: Arquivo Pessoal

Francisco Almeida tem 64 anos, 1,80 m, cabelos e barba, compridos e grisalhos, pele parda, olhos castanhos claros e vestia uma camiseta polo de cor chumbo, calça jeans, chinelos de dedo e sofre com problemas de alcoolismo. O homem saiu de sua residência em Santo André sem falar com ninguém da família e na quinta-feira, 15/2, foi até a casa de uma filha em Carapicuíba, onde foi visto pela última vez. Segundo Cíntia, sobrinha de Francisco, ele apareceu na casa da filha, em Carapicuíba, alcoolizado e com a roupa suja. “Minha prima tentou segura-lo, quando viu a sua situação, mas ele saiu alterado e gritando muito em direção à padaria Pequiá e depois disto não foi mais visto”, relata a sobrinha.

Priscila, filha de Francisco relata que chegou a pedir para o pai entrar em sua casa. “fazia anos que ele não vinha para Carapicuíba. Pedi para ele entrar, mas ele saiu nervoso dizendo que ia para a casa de uns amigos e não consegui segura-lo”, relembra a filha.

A família não sabe se Francisco saiu de casa com documentos e dinheiro e informou que ele já saiu de casa algumas vezes. “Meu tio é alcoólatra e já sumiu algumas vezes, mas sempre por um ou dois dias. Desta vez, já tem quatro dias que ele está desaparecido, mas continuamos procurando em locais como hospitais e abrigos, tanto aqui em Santo André, como em Carapicuíba e em cidades vizinhas, como Barueri e Osasco”, termina Cíntia.

O caso foi registrado via Boletim Online e a família pede para que se alguém tiver alguma informação, ligar nos números 95272 6229 (Cíntia), 979990817 (Priscila) e 946275356 (Rubens, genro de Francisco).

Compartilhe: