Durante briga familiar, jovem leva um soco e acaba morrendo

0
17281
Compartilhe:

Adolescente foi atingido com um soco dado por um rapaz, também menor de idade, que atendia pedido de socorro da mãe do jovem

Na madrugada de sexta-feira, 8/12, um jovem de 15 anos morreu após uma briga com outro adolescente, de 16 anos, em conjunto habitacional no Jardim Paulista. Segundo fontes da Polícia Civil, ouvidas pelo Barueri na Rede, na noite anterior, quinta-feira 7/12, a mãe do adolescente J.K.M.P., de 15 anos, pediu socorro aos vizinhos, enquanto o filho mais novo e ela eram agredidos pelo irmão. Atendendo o pedido de ajuda, um vizinho da família, que não teve a identidade revelada, de 16 anos, teria se envolvido na briga e acabou acertando um soco no rapaz que discutia com a mãe. Ainda de acordo com a versão policial, ao ser atingido, J.K.M.P, caiu no chão e bateu a cabeça.

Testemunhas disseram à polícia que o adolescente ainda levantou e tentou revidar, mas a briga foi apartada por pessoas que estavam no local. O jovem chegou a ser levado pela avó ao PS do Parque dos Camargos, onde teria ficado em observação. Segundo informações passadas ao BnR por amigos, o adolescente acabou morrendo devido à queda ocasionada pelo soco durante a briga.

Outra versão

De acordo com amigos do jovem que morreu, ele, na verdade, estava brigando com o irmão e, durante a discussão, acabou acertando acidentalmente a mãe. “Ele pediu perdão logo em seguida”, garantiu uma amiga do adolescente ao BnR. Além de sair em defesa do jovem que foi atingido pelo soco, colegas e conhecidos também alegaram que o rapaz que intercedeu a pedido da mãe do J.K.M.P não é bem visto pela vizinhança.

Uma outra amiga do jovem que morreu afirma que a mãe nem chegou a pedir ajuda. “Em nenhum momento ela pediu socorro, até porque eles estavam apenas discutindo, foi quando o agressor teria passado, presenciou a briga e a mãe no intuito de corrigir o filho teria pedido pro agressor bater nele.”

Em outra versão, mais detalhada, uma amiga tenta explicar o que aconteceu que acabou na morte do jovem. “Realmente, ele estava indo para cima da mãe e dos irmãos… a mãe do agressor [que desferiu os socos] é vizinha da mãe do falecido, e não é de agora que essas brigas entre eles vêm acontecendo. Os vizinhos já estavam até acostumados…”.

Segundo essa amiga, a mãe do adolescente que entrou na briga conversou com o filho e ele teria explicado que durante a briga, a mãe do rapaz que morreu dizia para ele ajudá-la a apartar a briga, pois a vítima estava muito nervosa querendo atacá-la. “O agressor [segundo adolescente], sem muito o que fazer, reagiu com dois socos, e a vítima acabou batendo a cabeça na lixeira! Então a causa da morte não foi exatamente o soco, e sim a queda conforme ele caiu no chão”, contou ao BnR a amiga do jovem morto.

Diferente de outros depoimentos, a garota ainda afirmou que “para o final da tarde, a vítima ainda conversou com o agressor e eles já tinham até meio que ‘se entendido’. Mais já de madrugada, a vítima começou a sentir fortes dores e foi levado até o PS do Camargo”. Segundo ela, a mãe do agressor está fora de casa com seis filhos pois a família estaria sendo ameaçada de morte.

Na sexta-feira, 8/12, cerca de 70 pessoas estiveram em frente ao conjunto habitacional tentando linchar o rapaz de 16 anos, que atingiu J.K.M.P durante a tentativa de cessar a agressão. A polícia foi chamada e, para garantir a integridade física do jovem, ele foi encaminhado ao DP do Silveira, mas o caso foi registrado na Delegacia Central.

O adolescente morto era jogador de futebol e estudava na Emef Reverendo Deiró Felício de Andrade. J.K.M.P. foi sepultado hoje, 11/12, no Cemitério Municipal.

Compartilhe: