Comunidade lidera primeira divisão no saldo de gols

0
555
Compartilhe:

Equipe do Vale do Sol empata com ABC Califórnia e ambos vão a quatro pontos, assim como o Seringueira

renato-marca
Renato vence a zaga e o goleiro Mussum para abrir a contagem para o Petrolina

Foi realizada nesse domingo,10/6, a terceira rodada do Campeonato Municipal de Futebol da primeira divisão. Comunidade, ABC Califórnia e Seringueira, com quatro pontos cada, lideram o campeonato, e o time do Vale do Sol leva vantagem no saldo de gols. Foram marcados 19 gols em seis jogos, com média superior a três gols por partida.

Os três ponteiros haviam vencido na primeira rodada e empataram seus compromissos na segunda volta, Comunidade e ABC entre si, por 2 a 2, e o Seringueira em 1 a 1 contra o GR Olga. Classe A e Noroeste também empatarem por dois gols. Ganga e Pindorama, que tiveram seu jogo da primeira rodada adiado, venceram Ceará e Du Bar por 2 a 1, mesmo placar alcançado pelo Petrolina ante o Argentinos Jrs. A segunda rodada foi adiada para o fim desta fase em razão do movimento dos caminhoneiros.

O destaque negativo fica para os atual campeão, Ceará, que perdeu seu segundo compromisso e divide a lanterna com o Du Bar.

Petrolina 2 x 1 Argentino Jrs

Unidos da Petrolina e Argentino Jrs fizeram um jogo muito bem disputado na manhã de domingo, no campo do Jardim Silveira. No final vitória por 2 a 1 dos rubro-negros, com gols de Renato e Rogério no primeiro tempo. Robinho, batendo pênalti, diminuiu para a equipe da Aldeia na segunda etapa.

O jogo começou com amplo domínio do Argentino, que pressionava na saída de bola do Petrolina, e criou pelo menos quatro boas chances nos primeiros dez minutos de jogo, com Robinho aos dois minutos, Caíque aos seis e Dan aos dez, em nova jogada de Robinho.

O time do Mutinga só foi chegar ao gol de Mussum aos 14 minutos, quando Daniel cruzou da direita e Renato cabeceou para fora. Após esse lance o panorama começou a mudar em favor dos rubro negros. Léo e Niquito arriscaram de fora da área aos 19 e 22, o segundo obrigando o goleiro celeste a grande defesa.

Essa nova atitude deu resultado aos 26 minutos, quando Renato aproveitou escanteio cobrado da esquerda e cabeceou para as redes de Mussum.

O gol desestabilizou o Argentino Jrs, com seus jogadores se desentendendo em campo. O Petrolina aproveitou e armou dois contra ataques. No primeiro, aos 36, Daniel recuperou e lançou Guilherme, que chegou antes de Tiago e bateu para defesa de Mussum. No minuto seguinte, Danilo roubou bola no campo de defesa e tocou para Renato, desse para Guilherme e daí para Rogério, livre, na cara de Mussum, tocar para o fundo do gol.

gol-rogerio
Rogério aproveita rápido contra-ataque iniciado por Danilo e marca 2 a 0 para o Petrolina

Na volta do intervalo o Argentino se lançou ao ataque, deixando espaços para o contra golpe do Unidos, mas ambos pecavam na criação final.

No decorrer da segunda etapa, Buiu tirou Renato e Guilherme para a entrada de Alan e Weslei, jogadores mais pesados, esperando que a equipe segurasse mais a bola no ataque.

O jogo seguiu muito disputado, nas sem emoções, até aos 32 minutos, quando o árbitro marcou pênalti de Léo em Alvinho, que Robinho converteu para diminuir a vantagem do Petrolina.

Nos minutos finais o Argentino pressionou bastante, mas sem sucesso. O juiz ainda deu oito minutos de acréscimos, mas foi insuficiente para que o time celeste alcançasse o empate.

Ganga 2 x 1 Ceará

 

Na reedição da final de 2017, o Ganga levou a melhor sobre o Ceará e venceu por 2 a 1 no jogo da tarde no Campo do Silveira. Foi a primeira partida da equipe gangueira na competição. Já o time do Mutinga, que tinha perdido na estreia para o Comunidade, amarga duas derrotas no campeonato.

ganga4
Na reedição da final de 2017, Ganga e Ceará fizeram um jogo de muita marcação e disputa de bola

Os dois times começaram a partida se respeitando, com predomínio da marcação sobre a criatividade. O Ganga quase abriu o placar aos 13 minutos, numa boa cabeçada de Canela em cobrança de escanteio, mas a bola saiu à esquerda da meta. Três minutos depois, porém, o verde-preto abriu a contagem. Adriano acertou um chute forte da intermediária, a bola desviou na zaga e enganou o arqueiro Téo, do Ceará.

O campeão teve de sair mais para o jogo. William a Camarão se movimentavam na armação, mas o Ganga se fechava bem e tentava os contra-ataques. Até que aos 30 minutos, Messi levou até a linha de fundo, dentro da área, livrou-se dos marcadores e cruzou forte e rasteiro. A bola tocou no zagueiro cearense William e morreu no fundo do gol. O segundo gol desarticulou o Ceará, que se livrou de tomar o terceiro graças a uma grande defesa de Téo.

Para a segunda etapa, o alvinegro do Mutinga voltou mais ofensivo, pressionando o Ganga no seu campo de defesa. Buba recuou e passou a ajudar também na criação. Mas os gangueiros eram perigosos na saída rápida e Canela teve outra oportunidade de cabeça e quase ampliou.

ganga2
Depois de diminuir a vantagem no placar, o Ceará partiu para a pressão

A insistência do Ceará finalmente deu resultado aos 21 minutos. Buba acertou um grande chute da meia direita e mandou no ângulo esquerdo de Felipe. A partir daí jogo virou um ataque x defesa. Os cearenses reclamaram muito da cera do Ganga e de três jogadas dentro da área, que entenderam ser pênaltis.

Nos instantes finais, o Ganga apenas se defendeu e tentou esfriar a pressão do Ceará e quase tomou o castigo já nos acréscimos, mas Felipe salvou a finalização de Camarão.

Tabela de classificação

3a-rodada

 

 

Compartilhe: