Comitê de Saulo é assaltado. GCM protege escritórios de Bruna

0
7395
Compartilhe:

Dupla armada invade gabinete de ex-vereador e o agride durante roubo. Viaturas da Guarda vigiam galpões da deputada

O gabinete eleitoral do ex-vereador e candidato a deputado federal Saulo Goes,  na rua da Prata, Vila Porto, foi assaltado na noite deste sábado. Uma dupla de ladrões agrediu o candidato e levou dinheiro, celulares, relógios e alianças.

Por volta das 20 horas, uma filha adolescente de Saulo abriu o portão para uma colaboradora da campanha entrar quando foi rendida por dois homens armados. Eles aproveitaram a abertura e invadiram o local. No comitê estavam ainda a mulher de Saulo, a advogada Roberta Rocha, e mais dois colaborares.

Os assaltantes, dois jovens brancos, com o rosto à mostra, agiram agressivamente, de acordo com as vítimas, e demonstraram não conhecer Saulo. De acordo com o relato, durante a ação eles agrediram o ex-vereador com socos e coronhadas enquanto perguntavam por dinheiro.

Saulo sofreu um ferimento no alto da cabeça, em razão de uma coronhada, e precisou ser atendido no Pronto Socorro Central (Sameb), onde recebeu quatro pontos.  O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Barueri

Proteção a comitês de Bruna Furlan

Cerca de uma hora depois do assalto ao gabinete de Saulo, viaturas da Guarda Civil Municipal (GCM) foram destacadas para dar prontidão diante dos dois comitês da deputada federal Bruna Furlan, um deles na rua Trindade, no Bethaville, e outro na avenida Guilherme Guglielmo, em frente ao ginásio José Correa, no centro.

Guardas ouvidos pelo Barueri na Rede disseram que a ordem partiu do comando da GCM. O site tentou contato com a corporação para saber o motivo do destacamento das duas viaturas, mas não conseguiu resposta.

 

Compartilhe: