Mau cheiro provoca queixas de várias partes da cidade

0
2602
Compartilhe:

Após reportagem do BnR, moradores de outros bairros também reclamaram do odor causado por produtos químicos

No último sábado, 1/12, moradores da avenida Itaqui, no Jardim Belval, relataram um mau cheiro forte de produtos químicos. Com a reportagem do Barueri na Rede (leia aqui) sobre o caso, moradores de outras partes da cidade também alegaram sentir o odor.

“Isso [cheiro] acontece com uma certa frequência e ninguém faz nada. O cheiro invade o centro, Belval e Vila Márcia”, afirma uma leitora do BnR. “Na verdade no centro de Barueri também. Sábado quase morri sufocada”, conta outra.

“Esse cheiro é do despejo de resíduos de uma fábrica de tintas no Califórnia. Eles despejam lá, desce a tubulação que atravessa por baixo da Castelo Branco e cai no rio no Belval”, diz Diego Lohans ao BnR.

“Já fizemos a denúncia na Polícia Civil e o delegado disse que já existem diversas denúncias na Justiça, na prefeitura e também processos, mas a Justiça não faz nada e que a empresa tá c. pra isso. Isso acontece há uns 10 anos ou mais”, conta o morador do Jardim Belval.

Na primeira reportagem, ao ser procurada pelo BnR, a prefeitura informou que foram feitas vistorias no trecho do rio Itaqui que pertence a Barueri e nas empresas na extensão do rio, mas que nada foi encontrado. A nota disse que “acredita-se que os resíduos químicos possam vir de cidades vizinhas, como Jandira e Itapevi”.

Com as novas queixas, o BnR voltou a procurar a prefeitura sobre o caso, mas não obteve respostas até o fechamento desta matéria. A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) também foi procurada, mas também não respondeu.

Compartilhe: